Café de Ideias 08/11/2016

cafedeIdeiais

VOUS ÊTES CONVIÉ(E) À LA PROCHAINE RENCONTRE
DU CAFÉ DE IDEIAS :

DATE : 8/11/2016, mardi.
HORAIRE : 19h
LIEU : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes
50 rue des Tournelles, 75003 Paris (métro : Chemin Vert ou Bastille)

“COMO SE FAZ UMA TESE”:
O PERCURSO TEÓRICO-METODOLÓGICO-ANALÍTICO DO TRABALHO CIENTÍFICO SOBRE O DISCURSO DA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA OITOCENTISTA


com Urbano Cavalcante Filho

Doutorando em Filologia e Língua Portuguesa (USP-Brasil)
Doutorando em Sciences du Langage (Université Paris Ouest-França)
Pesquisador do Grupo de Pesquisa Diálogo (USP/Université de Poitiers/CNPq)
e do Laboratoire MoDyCo UMR 7114 (CNRS/Université Paris Ouest)

“Votre premier travail de recherche, c’est un peu comme votre premier amour…”
Umberto Eco

Tomando emprestado o título da obra de Umberto Eco Comment écrire sa thèse (Flammarion, 2016; em português Como fazer uma tese em Ciências Humanas (Presença, 1980)) para intitular essa comunicação, nosso propósito é, tomando a obra de Eco como diretriz, responder as mesmas questões propostas pelo autor em seu livro, tomando como objeto de exposição, descrição e análise, no entanto, a tese de doutoramento por mim desenvolvida nos Programas de Filologia e Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo (USP-Brésil) e de Sciences du Langage da Université Paris Ouest (UPO-França). Dessa forma, os tópicos centrais formulados por Eco que discutirei nessa comunicação científica são: 1) O que é uma tese e para que serve; 2) A escolha do tema; 3) A procura do material; 4) O plano de trabalho e a elaboração de fichas; 5) A redação; e 6) A redação definitiva. Considerando, portanto, o meu objeto de investigação, cujo objetivo geral é analisar a arquitetônica do discurso de divulgação científica materializado nos enunciados das Conferências Populares da Glória (século XIX), veremos como esta tese foi desenvolvida, sob a lupa teórica da Teoria Dialógica da Linguagem do Círculo de Bakhtin, resultando no trabalho científico dividido em três partes assim intituladas: Parte 1 – A arquitetônica e a metalinguística bakhtinianas: aspectos teórico-metodológicos da investigação; Parte 2 – As ‘Conferências Populares da Glória’ e a divulgação científica no século XIX: aspectos históricos no contexto brasileiro oitocentista; e Parte 3: Ciência e Educação no Brasil do século XIX: os pilares arquitetônicos das ‘Conferências Populares da Glória’.

O café de ideias é aberto a todos. Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.

Si vous voulez soumettre une proposition de discussion,
merci de nous contacter à l’adresse :
cafedeideias@apebfr.org

Bookmarquez le permalien.

Les commentaires sont clos.