• Recherches pluri- et inter- disciplinaires en contexte transfontalier : Le cas de la frontière entre la Guyane française et le Brésil étudié par l’Université Fédérale de l’Amapá

    Recherches pluri- et inter- disciplinaires en contexte transfontalier : Le cas de la frontière entre la Guyane française et le Brésil étudié par l’Université Fédérale de l’Amapá   A APEB-FR com apoio do Institut alter'brasilis convida a todos/as ao próximo Ciclo APEB-FR: Date : 22/09/2017 Horaire : 19h Lieu : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes, Salle ...

    Leia Mais

    Journée d’étude « Gênero e Sexualidades »

    Journée d’étude Gênero e Sexualidades

    Journée d’étude "Gênero e Sexualidades"     A Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França (APEB-Fr) e o grupo de pesquisa Transgressões – Gênero, Sexualidades, Corpos e Mídias contemporâneas (Unesp – CNPq) realizará dia 7 de julho de 2017, na Maison de Iniciatives étudiantes (MIE) em Paris, ...

    Leia Mais

    Dialogues sur le Brésil contemporain [Colloque | 14 janvier 2017, Paris]

      Dialogues sur le Brésil contemporain [Colloque | 14 janvier 2017, Paris]   Les actes du colloque "Dialogues sur le Brésil contemporain", réalisé à Paris le 14 janvier de 2017 sont en ligne. Vous les trouverez via ce lien: https://bresilcontemporain.files.wordpress.com/2017/07/anais-coloquio-apeb-2017.pdf.   ****************** Os anais do colóquio da APEB-Fr "Dialogues sur le Brésil ...

    Leia Mais

[Ciclo APEB-FR] Mesa-redonda: Sociedade civil, movimentos sociais e sociologia no Brasil

Mesa-redonda: Sociedade civil, movimentos sociais e sociologia no Brasil
Table-ronde : Société civil, mouvements sociaux et sociologie au Brésil

 

A APEB-FR  convida a todas/os ao próximo Ciclo APEB-FR:

 

Date : 02/11/2017
Horaire : 17h
Lieu : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes, Salle des Ailes
50 Rue des Tournelles, Paris, 75003 Paris (métro : Chemin Vert ou Bastille)

 

  • Alain Touraine e o Brasil: diálogos
    Flávio Mendes – pós-doutorando em sociologia /UNICAMP, EHESS
    Alain Touraine é um dos cientistas sociais franceses mais influentes do século XX, com vasta produção dedicada aos movimentos sociais e à teoria sociológica. Além desses temas, o autor cedeu bastante espaço em suas obras à América Latina, região com a qual possui fortes relações desde a década de 1950. Nesses textos, Touraine apresenta sua visão sobre o desenvolvimento, a estrutura de classes e o Estado em sociedades consideradas periféricas. Tais reflexões são fruto de diálogos estabelecidos com autores importantes da sociologia latino-americana, entre os quais se destacam muitos brasileiros. Quando esteve no país, no início dos anos 1960, Touraine contribuiu para a criação do Centro de Sociologia Industrial e do Trabalho (CESIT), ligado à Cadeira I de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP), sob a liderança de Florestan Fernandes e seu aluno de maior destaque, Fernando Henrique Cardoso. O contato entre Touraine e pesquisadores brasileiros não cessou a partir de então: o sociólogo francês orientou teses sobre o Brasil na França, o que o manteve próximo do debate intelectual e político latino-americano ao longo das décadas seguintes. Este influenciou sua produção sobre os movimentos sociais, a qual, por sua vez, ecoou no Brasil quando o mesmo tema passou a chamar a atenção de nossas ciências sociais, durante a década de 1980, no contexto da redemocratização. Essa pesquisa é voltada a investigar o conteúdo desse diálogo intelectual, os trabalhos que dele derivaram e seus protagonistas. Para além da exposição das principais ideias de Touraine e de seus interlocutores brasileiros, pretendo avaliar se e quanto elas influenciaram a tomada de decisão de atores sociais e políticos em dois momentos-chave de nossa história recente: o início da década de 1960, em meio ao florescimento dos estudos sobre a industrialização no seio das ciências sociais brasileiras, e os anos 1980, período em que essa disciplina se empenhava em compreender o cenário político do fim da ditadura e seus principais atores.
  • Movimento secundarista de São Paulo e uma abordagem teórico crítica da sociedade
    Rubia A. Ramos – doutoranda em sociologia pela UNICAMP, com estágio sanduíche na EHESS
    Busco problematizar o movimento dos estudantes secundaristas de São Paulo, que desde 2015 vem conquistando maior relevância na esfera
    pública brasileira e no debate sobre a reforma da educação básica no Brasil. Tendo em vista o problema de garantias de direitos e
    reconhecimento de minorias políticas, o estudo do movimento dos estudantes secundaristas contribuirá para pensar o debate teórico sobre
    reconhecimento e redistribuição entre autores como Jürgen Habermas, Nancy Fraser, Íris Young e Charles Taylor, passando pela discussão sobre
    políticas universais e políticas da diferença. A partir dessa abordagem busco identificar contribuições e limites no campo da teoria crítica
    contemporânea para pensar situações de luta por direitos sociais e reconhecimento em esferas públicas específicas, concluindo que o modelo
    deliberativo apresentado por Habermas e ampliado por Young são insuficientes para atender demandas de minorias políticas.
  • Mobilizações de grupos evangélicos em ações de promoção da cidadania no Brasil
    Cleto Abreu – doutorando em sociologia pela USP, com estágio sanduíche na EHESS
    A pesquisa examina modalidades de ação situada de igrejas e organizações evangélicas no campo da assistência social no Brasil nas três últimas
    décadas, analisando como a questão da promoção dos direitos sociais mobilizou atores religiosos em torno de sua definição e de sua solução. O
    objetivo geral é investigar os modos de inserção de uma organização interdenominacional e de duas igrejas evangélicas – Rede Evangélica
    Nacional de Ação Social (RENAS), Assembleia de Deus e Universal do Reino de Deus – no campo da assistência social, a fim de analisar situações
    concretas em que estiveram mobilizadas com outros atores religiosos, entidades da sociedade civil e organizações governamentais em torno da
    implementação de direitos sociais. A hipótese é de que o trabalho empreendido por esses atores na promoção de direitos sociais vem resultando
    tanto em novas modalidades de atuação evangélica quanto em novas modalidades de implementação desses direitos no Brasil.

O Ciclo APEB-FR é aberto a todos. Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.

Si vous voulez soumettre une proposition de discussion, merci de nous contacter à l’adresse : diretor.cientifico@apebfr.org.

Chamada para apresentação de trabalhos no CICLO APEB-Fr

Logo-Ciclo-APEB

Chamada para apresentação de trabalhos no CICLO APEB – FR

O ciclo APEB-Fr está de volta e esperamos suas propostas de apresentação individual ou mesa redonda. Para quem ainda não conhece, é um ciclo de palestras organizado pela APEB-Fr (Associação dos Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França). Nestas ocasiões, dois ou mesmo três pesquisadores fazem uma breve apresentação de seus respectivos trabalhos (mestrado, doutorado ou pós-doutorado), seguida de um debate.

O ciclo é aberto a todos os estudantes e pesquisadores brasileiros e estrangeiros que trabalhem na França com temas relacionados ao Brasil independente da área do conhecimento a qual a pesquisa esteja relacionada.

As apresentações podem ser feitas em francês (preferencialmente) ou em português, com duração de 20 minutos.

Dia e local: geralmente às terças-feiras, às 19h.
Local: MIE, Maison des Initiatives Étudiantes (50 Rue des Tournelles, 75003 Paris).
Para se inscrever: O pesquisador deve ser associado à APEB-Fr. Assim, é necessário
aderir à associação, se inscrevendo no site (aqui) e regularizando a taxa de adesão (8€). A
adesão permite a participação nos ciclos, cafés de ideias, eventos especiais, inscrição na
lista acadêmica da APEB-Fr, entre outros.

Datas disponíveis:

  • 21 de novembro de 2017
  • 12 de dezembro de 2017 (temas que serão privilegiados: representações midiáticas e política)
  • 16 de janeiro de 2018

Agende sua apresentação pelo e-mail: diretor.cientifico@apebfr.org.
Ficamos à disposição para responder a qualquer dúvida.

Recherches pluri- et inter- disciplinaires en contexte transfontalier : Le cas de la frontière entre la Guyane française et le Brésil étudié par l’Université Fédérale de l’Amapá

Recherches pluri- et inter- disciplinaires en contexte transfontalier :
Le cas de la frontière entre la Guyane française et le Brésil étudié par l’Université Fédérale de l’Amapá

 

A APEB-FR com apoio do Institut alter’brasilis convida a todos/as ao próximo Ciclo APEB-FR:

Logo-Ciclo-APEB

Date : 22/09/2017
Horaire : 19h
Lieu : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes, Salle des Ailes
50 Rue des Tournelles, Paris, 75003 Paris (métro : Chemin Vert ou Bastille)

 

transfronteiras

 

  • Gutemberg Silva, géographe, coordinateur des études supérieures en “Etudes Frontalières” (PPGEF-UNIFAP)
  • Clicia Hoana, géographe, étudiante en mestrado (PPGEF-UNIFAP)
  • Caroline Brito, avocate, étudiante en mestrado (PPGEF-UNIFAP)
  • Margarete Gomes, pharmacienne, post-doctorante (PPGEF-UNIFAP)

As apresentações serão em português e francês. Les présentations se dérouleront en portugais et français.

O Ciclo APEB-FR é aberto a todos. Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.
Si vous voulez soumettre une proposition de discussion,
merci de nous contacter à l’adresse :
diretor.cientifico@apebfr.org.

Café de Ideias – Vidas trans, verdades Cis: binário não é só o gênero, é seu modo de vida.

Cafe de Ideias

Date : 19/09/2017
Horaire : 17h30
Lieu : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes / Labo 6
76bis Rue de Rennes, 75006 Paris

 

Vidas trans, verdades Cis: binário não é só o gênero, é seu modo de vida.

Cin Falchi
Doutorando em Filosofia da Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP – Marília, realizando doutorado Sanduíche na Université de Rouen.

« – Oi, qual o seu nome?
Esta costuma ser a primeira pergunta que fazemos as pessoas que não conhecemos. Dos diversos e mais diferentes nomes que existem, você já parou para pensar em como associa nome ao gênero, à pessoa que se apresenta ou é apresentada a você?
As verdades nas quais nos apoiamos para nos apropriarmos do que usualmente denominamos de conhecimento perpassam todo um projeto de vida, que a meu ver, é tanto ético quanto político. A questão que coloco a você é: está apoiando sua vida em quais verdades, em quais conhecimentos, a partir de quais experiências? Sou uma pessoa trans. Sou uma pessoa não-binárie. Sou uma pessoa de verdade. Mas não sou um “homem de verdade”. Mas também não sou uma “mulher de verdade”. E você, o que você não é nesse projeto todo?

Pretendo discutir um pouco mais a respeito das questões trans e como tudo isso afeta nossas vidas, a minha e a sua. Topa? Vem! »

 

O café de ideias é aberto a todos. Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.
Si vous voulez soumettre une proposition de discussion,
merci de nous contacter à l’adresse :
cafedeideias@apebfr.org

Encontro com o escritor Henrique Schneider

Encontro com o escritor Henrique Schneider

 

DATE : 22/09/2017.
HORAIRE : 19h
LIEU : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes
50 rue des Tournelles, 75003 Paris (métro : Chemin Vert ou Bastille)

 
ENCONTRO COM O ESCRITOR Henrique Schneider
 

A escritora, jornalista e pesquisadora Mazé Torquato Chotil recebe no próximo dia 22 de setembro o escritor gaúcho Henrique Schneider, que falará de sua obra « Contramão ». Advogado e escritor, Henrique Schneider é autor de vários livros, entre eles “O Grito dos Mudos”, “Respeitável Público”, « A Vida é Breve e Passa ao Lado” e “Contramão”.
O encontro é uma parceria do Institut Culturel Franco-Brésilien Alter’brasilis, Cap Magellan e Apeb França.

 

Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.

Café de Ideias – O teatro negro no Brasil

cafedeIdeiais

VOUS ÊTES CONVIÉ(E) À LA PROCHAINE RENCONTRE DU CAFÉ DE IDEIAS :
DATE : 10/10/2017.
HORAIRE : 19h
LIEU : MIE – Maison des Initiatives Étudiantes
50 rue des Tournelles, 75003 Paris (métro : Chemin Vert ou Bastille)

 

O teatro negro no Brasil
Prof. Dr. Marcos Antônio Alexandre (Faculdade de Letras/UFMG – CNPQ – Brasil)

 

Cafe de Ideias - O teatro negro no Brasil

A literatura afro-brasileira, apesar de hoje em dia contar com uma vasta produção no campo da narrativa e da poesia, ainda não tem o mesmo tipo de divulgação e representação como acontece com a literatura “canônica”. Por outro lado, a cada dia aumenta o interesse pelo trabalho e pelas pesquisas das obras que vêm sendo produzidas pelos autores afro-brasileiros. Da mesma forma, em relação ao teatro negro brasileiro a situação não é muito distinta. A fim de suprir uma lacuna nos estudos sobre o teatro produzido especificamente sob o ponto de vista interno do negro, publiquei, em 2017, o livro O Teatro Negro em perspectiva: a cena negra no Brasil e em Cuba, publicação que resulta de minhas pesquisas sobre o tema e na qual faço uma reflexão sobre o teatro negro e a sua produção dramatúrgica e espetacular nas cidades brasileiras de Belo Horizonte e Salvador, e em Havana, Cuba. A proposta de minha fala é apresentar o que se entende por teatro negro a partir da apresentação algumas textualidades dramatúrgicas e espetaculares que vêm sendo produzidas no Brasil.

 

O café de ideias é aberto a todos. Contamos com sua presença.
Venez nombreux. Entrée est libre et gratuite.
Si vous voulez soumettre une proposition de discussion,
merci de nous contacter à l’adresse :
cafedeideias@apebfr.org

Dialogues sur le Brésil contemporain [Colloque | 14 janvier 2017, Paris]

logo-colloque

 

Dialogues sur le Brésil contemporain [Colloque | 14 janvier 2017, Paris]

 

Les actes du colloque « Dialogues sur le Brésil contemporain », réalisé à Paris le 14 janvier de 2017 sont en ligne.

Vous les trouverez via ce lien: https://bresilcontemporain.files.wordpress.com/2017/07/anais-coloquio-apeb-2017.pdf.

 

******************

Os anais do colóquio da APEB-Fr « Dialogues sur le Brésil contemporain », realizado em Paris dia 14 de janeiro de 2017, estão online.

Você pode consultá-los a partir desse link: https://bresilcontemporain.files.wordpress.com/2017/07/anais-coloquio-apeb-2017.pdf

Journée d’étude « Gênero e Sexualidades »

Journée d’étude « Gênero e Sexualidades »

 

Flyer_genresexualites

 

A Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França (APEB-Fr) e o grupo de pesquisa Transgressões – Gênero, Sexualidades, Corpos e Mídias contemporâneas (Unesp – CNPq) realizará dia 7 de julho de 2017, na Maison de Iniciatives étudiantes (MIE) em Paris, a journée d’étude « Gênero e Sexualidades ».

Nosso objetivo é promover o intercâmbio, o diálogo e o espaço de discussão entre estudantes e pesquisadores, das mais diversas aéreas do conhecimento, que se dedicam a analisar as questões de gênero e sexualidades.

Palestra de abertura: Larissa Pelucio (Unesp)

Baixe o programa aqui: http://apebfr.org/JourneeGenreSexualites/ProgramaJournee.pdf

— Leia Mais… / En savoir plus… —

Chamada para trabalhos – Journée d’étude « Gênero e Sexualidades »

Chamada para trabalhos – Journée d’étude « Gênero e Sexualidades »

 

Flyer_genresexualites

A Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na França (APEB-Fr) e o grupo de pesquisa Transgressões – Gênero, Sexualidades, Corpos e Mídias contemporâneas (Unesp – CNPq) realizará dia 7 de julho de 2017, na Maison de Iniciatives étudiantes (MIE) em Paris, a journée d’étude « Gênero e Sexualidades ». Nosso objetivo é promover o intercâmbio, o diálogo e o espaço de discussão entre estudantes e pesquisadores, das mais diversas aéreas do conhecimento, que se dedicam a analisar as questões de gênero e sexualidades.

Palestra de abertura: Larissa Pelucio (Unesp)

Convidamos os pesquisadores a enviarem suas contribuições até 25 de junho de 2017.

*********************

Instruções para o envio de resumo:

1- As propostas devem conter título, resumo de no máximo 200 palavras e ser enviadas até o dia 25 de junho de 2017, para o endereço eletrônico diretor.cientifico@apebfr.org. Serão admitidos trabalhos em português ou francês.

2- Os arquivos de texto devem estar em formato Word (extensões “.doc” ou “.docx”) e devem comportar nome completo e filiação institucional.

Local:
Maison des Initiatives Étudiantes, 50 Rue des Tournelles, 75003, Paris – FRANCE. Metro
Bastille (Ligne 1) ou Chemin Vert (Ligne 8)

Inscrições:
Todos os participantes deverão fazer adesão à APEB-FR no seguinte link:

http://www.apebfr.org/blog/?page_id=763

Ciclo APEB-Fr 08/06/2017

Logo-Ciclo-APEB

JEUDI 8 juin 2017, 19H
À LA MAISON DES INITIATIVES ÉTUDIANTES
50 Rue des Tournelles, 75003 Paris

Le cinéma et l’expérience de voisinage

Érico Oliveira de Araújo Lima,
doctorant à l’Universidade Federal Fluminense et à l’Université Sorbonne Nouvelle (Paris 3)

Il s’agit ici de discuter quelques films brésiliens contemporains, qui sont faits dans une intime implication dans les territoires filmés. Ces films restituent aux spectateurs une pensée sur les façons de construire une expérience de voisinage. Comme point de départ, nous essayons de considérer ce mot selon la dimension géographique et spatiale, mais aussi il faut renvoyer à une réflexion plus large, que va toucher les manières même de produire une vie en communauté, une expérience d’être ensemble. Voisinage donc toujours double : territoire et geste ; espace filmé et méthode d’approche. Être voisin serait une manière de faire face aux enjeux quotidiens attachés à l’élaboration d’une existence collective, avec toutes les fractures, proximités et écarts qui concernent à ce geste d’aller vers l’autre. L’image est ici pensée comme une agence de voisinage : à partir des éléments visuels et sonores qui lui sont propres, elle peut élaborer une politique et une éthique d’accueil aux mondes de l’autre – façon de dire : écoute de la voix de l’autre, figuration de leurs gestes. Les films de notre corpus peuvent créer une sorte de paysage esthétique et politique : ils nous interrogent sur les conflits de notre expérience historique fendue, sur notres villes traversées par les exclusions et les inégalités, sur les processus de gestion des territoires et des vies des populations. En posant ces œuvres à une sorte de table de montage, chacun avec formes singulières, nous essayons de demander qu’est-ce que ces films peuvent restituer au monde, en bouleversent l’ « ordination » habituelle d’une communauté. Pour traverser ces questions, nous sommes devant la forme filmique : c’est elle qui nous interroge et formule les problèmes. Au même temps, il ne s’agit pas d’une approche formaliste, mais d’une attention aux formes filmiques considérant leur lien avec la vie sociale. La thèse a donc, comme question méthodologique et théorique de fond, une investigation sur la forme filmique engagée et retournée vers le monde, vers la composition d’une vie en communauté. Notre corpus est composé par les films suivants : A vizinhança do tigre (2014), de Affonso Uchoa; A cidade é uma só? (2011) et Branco sai preto fica (2014), de Adirley Queirós; Ruim é ter que trabalhar (2015) et Filme de aborto (2016), de Lincoln Péricles; Ficar me trouxe até aqui (2016), de Renata Cavalcante; Ela volta na quinta (2014) et Quintal (2015), de André Novais Oliveira; Europa (2011), Mauro em Caiena (2012) et A Festa e os Cães (2015), de Leonardo Mouramateus; Nova Dubai (2014), de Gustavo Vinagre; Com o terceiro olho na terra da profanação (2016), de Catu Rizo.


L’entrée est libre et gratuite.
Si vous voulez soumettre une proposition de communication,
merci de nous contacter à l’adresse : diretor.cientifico@apebfr.org